Dicas para você arranjar um novo emprego de forma ativa

A maioria das pessoas quando precisa de um novo emprego, executa um processo passivo de se recolocar no mercado.

Processo passivo seria cadastrar seu currículo nos sites de vagas, candidatar-se a vagas e ficar aguardando o resultado sentado no sofá da sua casa assistindo Sessão da Tarde.

Até descobrir que isso não dará muito certo; o desespero começa a tomar conta do seu corpo.

Então aqui vai uma forma estruturada, ativa, de se buscar emprego no mercado de trabalho em tempos difíceis:

  1. Mapeie seu próprio perfil como candidato de acordo com as seguintes competências (figura abaixo) que são avaliadas pelas empresasMapa-competencias
  2. Liste possíveis vagas (ex: Analista Financeiro Júnior) e empresas você gostaria de trabalhar (ex: busque a lista das 1.000 maiores, empresas que estão no meu bairro, etc)
    1. Aqui vai uma lista de consultorias de RH para você prospectar:
      1. ASAP Brasil
      2. Randstad
      3. Talensses
      4. Weplace
      5. 2Get
      6. Plonge
      7. Hub
      8. HAYS
      9. Five Tem
      10. Flow
      11. Nowicki
      12. Grupo Empreza
      13. A2Z Consultores
      14. ABM Search
      15. Abrahams & Associates
      16. Acalântis Consultoria em R.H
      17. Acting Solutions
      18. Adecco
      19. A.H. Fuerstenthal
      20. Ágili Assessoria em RH
  3. Supondo que você viu uma vaga no site da CONSULTORIA XYZ, telefone para o recrutador responsável  e converse com ele sobre a posição que você viu em aberto. Busque entender se você tem o perfil (funções, salário, empresa, competências necessárias), e se você tiver, pergunte se pode enviar seu CV para ele.
  4. Se você usa o gmail, instale uma ferramenta chamada Sidekick para poder saber se o recrutador abriu seu email.
  5. Atualize seu Linked In; baseie-se em outros perfis referência para saber se o seu está bom ou não.
  6. Quando você ver que o recrutador abriu seu email, tente marcar um café com o recrutador, para você entregar seu CV presencialmente e conversar sobre possíveis vagas. Assim você inicia um processo de fomentar sua rede de contatos profissionais. Se o café não acontecer, tente ligar numa periodicidade razoável até ter um sim ou não para o café (ou para a vaga que conversaram)
  7. Quando conseguir uma entrevista, o recrutador sempre vai basear seu perfil em:
    1. Experiência profissional
      1. O que você já fez de positivo: aumentou receita? reduziu custos? inovou? áreas/cargos que ocupou.
      2. Foi demitido? Onde foi que você errou? Você reconheceu que possui fraquezas? O que você aprendeu com isso?
      3. Quanto ganhava no último cargo / empresa
        1. Se você ganhava 3.000, dificilmente vão te colocar numa vaga para ganhar 8.000.
      4. Maturidade para resolução de problemas, colaborar, fomentar outros líderes
    2. Formação Acadêmica
      1. Quem tem formação de universidades públicas sempre está na frente. A regra geral de pontuar quem são os melhores é nesta ordem:
        1. Universidades Públicas (USP, UFRJ, UFMG, etc)
        2. Universidades Privadas de renome (PUC, ESPM, FGV)
        3. Demais escolas (UNINOVE, UNOPAR, etc)
    3. Conhecimentos Técnicos
      1. O que você conhece da área que atua
      2. Idiomas que fala (se você não fala nada além do português, sugiro mudar isso já, pois a maior competência que uma pessoa pode ter é se comunicar, todo o resto vem depois; não se esqueça de que o mundo é globalizado)
      3. Tecnologias (word, excel, powerpoint são básicos e isso é obrigação sua saber. Se não é o seu caso, aprenda imediatamente a utilizar fórmulas básicas no Excel [PROC-C, PROC-V, TABELAS DINÂMICAS])
      4. Previsão de futuro para o setor da empresa, da sua área de atuação, das tecnologias utilizadas
    Dicas finais:
    Se você não está trabalhando, o recrutador vai querer saber o que você tem feito, o que tem aprendido neste tempo ocioso, quais relacionamentos tem feito profissionalmente.
    Use o http://www.onetonline.org/ (em inglês e espanhol) para saber um pouco mais sobre cargos, funções, atividades, tecnologias, competências.
    Busque trabalhar em áreas/setores/empresas que você tenha prazer. Ex: se você é aficionado por tecnologia, busque empresas/relacionamentos deste setor. Se você detesta falar no telefone, evite o telemarketing.
    Boa sorte!
Anúncios